Cardápio Personalizado: Como Criar um Modelo de Sucesso

Você sabia que o design do cardápio do seu estabelecimento exerce grande influência no consumo dos clientes? Confira algumas dicas valiosas para criar um modelo de sucesso para restaurante, bares e lanchonetes.

Se você tem um bar, restaurante e lanchonete sabe que investir na impressão de qualidade e no layout ideal do cardápio é essencial para conseguir mostrar todo o potencial do seu negócio e a variedade dos pratos e bebidas. Um visual atrativo dessa peça é o que fará o seu cliente ter o desejo de consumir no seu estabelecimento.

É preciso considerar um série de fatores para criar um cardápio perfeito para o seu negócio — o seu público e estilo, ser criativo para despertar o interesse do cliente, usar imagens de qualidade que sejam fiéis à realidade da casa, dentre outros. Quer saber mais? Continue lendo o texto e confira nossas dicas para criar um cardápio personalizado de sucesso.

Crie um modelo de cardápio com a cara do seu público

O layout do cardápio deve ter o estilo do seu negócio. Se o seu estabelecimento é mais clássico, nada de ousar muito no visual para não destoar. Para lugares com uma pegada mais descolada, o cardápio deve seguir a mesma linha.

Da mesma forma, o cardápio personalizado deve ter as informações que o seu cliente espera encontrar, como fotos dos pratos mais pedidos e os preços adequados às suas condições financeiras.

Seja criativo

Embora os estabelecimentos mais modernos possam ousar mais no design dos cardápios, isso não impede que os mais tradicionais também o façam. Analise como a sua concorrência apresenta seus produtos e faça diferente!

Personalize o seu cardápio, mas lembre-se sempre de garantir a qualidade das imagens e dos textos. Procure a ajuda de um profissional para chegar ao modelo ideal para o seu negócio, com estilo e personalidade.

Invista na Qualidade de Impressão e acerte na Gramatura do papel

O primeiro contato que o cliente tem com o seu estabelecimento, seja um restaurante, bar ou lanchonete é através do cardápio. O que vai garantir uma boa experiência do consumidor com a peça é o material escolhido para a sua produção.

Escolha a gramatura do papel ideal — à partir de 180 gramas, com plastificação, uma lâmina, frente e verso, tipo folder, com espiral e capa. O acabamento pode ser com laminação fosca ou com brilho, verniz ou verniz localizado, pois são os tipos que mais protegem os materiais que têm muito manuseio.

Atente-se também para a qualidade de impressão, que deve garantir imagens com alta nitidez. Afinal, a primeira impressão é a que fica, não é mesmo?

Mantenha o cardápio sempre atualizado

Como sempre acontecem mudanças de preços e nos pratos e bebidas disponíveis, é comum que os donos dos estabelecimentos prefiram fazer remendos no cardápio, alterando as informações, à investir em um novo.

Acontece, que essas medidas reparatórias causam uma poluição visual que compromete a boa impressão que o cliente tem ao ler o cardápio. Mantenha-o sempre atualizado e fiel àquilo que o seu estabelecimento oferece no momento.

Revise o cardápio antes de enviá-lo para a impressão

Nada pior do que erros de ortografia e de gramática no cardápio — esse pequeno descuido pode gerar descrédito no cliente e até fazê-lo desistir de consumir no seu estabelecimento. Sempre revise os textos do seu cardápio antes de enviar para a impressão e garanta uma ótima comunicação com o consumidor.

Pronto! Agora você já pode criar o seu cardápio personalizado aproveitando as nossas dicas de como criar um modelo de sucesso. Restou alguma dúvida? Deixe nos comentários!